Vinhos Verdes

Com produção de 49.520 hl (IVV, dados de 2016), Celorico de Basto, sub-região do Tâmega, é o maior produtor de vinhos do distrito de Braga e de todo o Minho, no Norte de Portugal. A Capital das Camélias, além de belas flores e paisagens, também nos brinda com seus excelentes vinhos com os sabores e os aromas do Minho.

Guia de Celorico de Basto

Vinhas em Celorico de Basto, no Tâmega, Distrito de Braga, Baixo Minho (Região Norte) © GEP


Vinhos Verdes tintos e brancos

Em termos de volume, a produção de vinhos em Celorico de Basto está repartida da seguinte maneira: 10.064 hl de vinhos tintos, 2.322 hl de vinhos rosados e 37.134 hl de vinhos brancos (IVV, dados de 2016), perfazendo uma produção total de 49.520 hl. Depois de Celorico de Basto, o segundo maior produtor de vinhos do Minho é Monção, (distrito de Viana do Castelo) com 48.384 hl.

Quintas

Algumas quintas se destacam em Celorico de Basto pelas suas vinhas e seus bons vinhos. Vejamos as principais.

Quinta de Soutelos

Com 120 ha, a Quinta de Soutelos elabora diversos vinhos a partir das castas tintas Padeiro de Basto, Vinhão, Azal Tinto e Touriga Nacional. No caso das brancas, são utilizadas Azal Branco, Trajadura, Arinto e Loureiro. Dentre os vinhos produzidos. destaca-se o Don Basto nas suas diversas modalidades. "Os vinhos Don Basto distinguem-se pela sua qualidade superior e pelo requinte dos seus aromas delicados presentes nas castas nobres da sub-região de Basto". [3]

Garantia das Quintas

São 45 ha de vinhas certificadas, majoritariamente em Celorico de Basto, cultivadas nesta quinta com administração familiar. Os vinhos elaborados levam o nome desta quinta, que é a denominação do principal vinho do portfólio de produtos da Garantia das Quintas, além das marcas Séquito e Santa Cristina (esta última lançada exclusivamente para o mercado internacional).

Guia de Celorico de Basto
Vinho Verde da Garantia das Quintas, Celorico de Basto, no Tâmega, Distrito de Braga, Baixo Minho (Região Norte) © Divulgação


Quinta das Escomoeiras

São 3 ha de vinhas ao todo, dos quais meio hectare de vinhas velhas nesta simpática quinta. Dos solos graníticos e xistosos deste pequeno terrior é elaborado "um vinho frutado e seco, com reduzida acidez e teor de álcool médio/alto". Aderente ao circuito da Rota dos Vinhos Verdes, a Quinta das Escomoeiras oferece visita à sua adega e tem outros produtos que podem ser provados no local.