Sub-Regiões

Vinhos Verdes

Maior área vitivinícola de Portugal, a RDVV - Região Demarcada dos Vinhos Verdes - que também é a mesma do Vinho Regional Minho ocupa uma superfície de 27.432 hectares nas terras do Entre-Douro-e-Minho. Sua demarcação data de 1908. Além de excelentes vinhos brancos, a região também produz espumantes e aguardentes de qualidade.

Guia Vinhos de Portugal
Vinhas em Telheiras, Barcelos, no Cávado (Região Norte) © GEP


Vinho Verde DOC

Nesta região, os terroirs, com solos em geral graníticos, vão subindo, em altitude, à medida que se afastam do litoral. São as seguintes as 9 sub-regiões dos Vinhos Verdes:

Amarante

Compreende os municípios (concelhos) de Amarante e Marco de Canaveses. Produz bons vinhos com teor alcólico acima da média regional. Entretanto, a fama do lugar vem de seus vinhos tintos, elaborados principalmente com a casta Vinhão, muito apreciada localmente.

Ave

Compreende as terras dos seguintes 10 concelhos: Vila Nova de Famalicão, Fafe, Guimarães, Santo Tirso, Trofa, Póvoa de Lanhoso, Vieira do Minho, Póvoa de Varzim, Vila do Conde e Vizela, exceto as freguesias de Vizela (Santo Adrião) e Barrosas (Santa Eulália). Mais expostas a ventos marítimos (os vinhedos acompanham o vale do Rio Ave), as vinhas produzem excelentes vinhos brancos, elaborados com as castas Arinto, Loureiro e Trajadura.

Baião

Compreende as terras dos seguintes 3 concelhos: Baião, Resende (menos a freguesia de Barrô) e Cinfães (com exceção das freguesias de Travanca e Souselo). Nestas terras, a RDVV chega ao seu limite mais ao sul e esbarra na Região Demarcada do Douro. Os excelentes vinhos são produzidos com as castas Azal e Avesso (para os brancos) e Amaral (vinhos tintos). Os que mais se destacam são os brancos elaborados com a casta Avesso, com aroma intenso, frutado e viva acidez.

Basto

Compreende os municípios de Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Mondim de Basto e Ribeira de Pena. O clima desta sub-região, com invernos mais frios e chuvosos e verões mais quentes e secos, é mais agreste, já que se encontra mais distante da costa e com altitude mais elevada. As castas utilizadas são Azal (branca), Espadeiro e Rabo-de-Anho (tintas). O destaque vai para a casta Azal, que dá o máximo dela, produzindo vinhos "muito particulares, com aroma a limão e maçã verde, muito frescos".

Cávado

O Cávado compreende os concelhos de Esposende, Barcelos, Braga, Vila Verde, Amares e Terras de Bouro. As vinhas, mais expostas aos ventos marítimos, espalham-se pelos solos graníticos do vale do Rio Cávado. Os vinhos brancos destacam-se nas condições deste terroir. As principais castas empregadas são Arinto, Loureiro e Trajadura. "São vinhos com uma acidez moderada e notas de frutos citrinos, de maçã madura e pêras" [1]. As castas Vinhão e Borraçal são utilizadas para produzir os vinhos tintos, que "apresentam uma cor intensa vermelho granada e revelam aromas a frutos frescos" [1].

Lima

Compreende os concelhos de Viana do Castelo, Ponte de Lima, Ponte da Barca e Arcos de Valdevez. Os vinhos brancos mais famosos são elaborados a partir da casta Loureiro. "Os aromas são finos e elegantes e vão desde o citrino (limão) até ao floral (rosa)" [1]. Outras castas brancas empregadas são Arinto e Trajadura. Para os tintos, são utilizadas as castas Vinhão e Borraçal.

Monção

Compreende os municípios de Monção e Melgaço, com terroirs graníticos e elguns lugares, com calhaus rolados e amplitudes térmicas acima da média: invernos frios e verões bastante quentes. As principais castas utlizadas são Alvarinho (brancas), Pedral e Alvarelhão (tintas). As vinhas se espalham pelas encostas da margem sul do Minho. Os vinhos produzidos com a casta Alvarinho são considerados os melhores do lugar.

Paiva

Além do concelho de Castelo de Paiva, compreende as freguesias de Travanca e Souselo do concelho de Cinfães. Esta sub-região produz alguns dos melhores tintos DOC Vinho Verde, elaborados com as castas Amaral e principalmente Vinhão. Quanto aos brancos, as castas empregadas são Arinto, Loureiro, Trajadura e Avesso, bastante comum nestas terras.

Sousa

Compreende os seguintes 6 municípios: Paços de Ferreira, Paredes, Lousada, Felgueiras, Penafiel e Vizela. Neste último, as freguesias de Vizela (Santo Adrião) e Barrosas (Santa Eulália). Terroir com clima ameno e baixa pluviosidade. As castas mais utilizadas são Arinto, Loureiro, Trajadura, Azal e Avesso para os vinhos brancos. Para os tintos, Borraçal, Vinhão, Amaral e Espadeiro (também muito utilizada para a produção de vinhos rosados).


Informações oriundas do sítio Vinho Verde.